[publicação] “Raça, gênero e brasilidade: discursos, identificações, subjetividades”. Dossiê temático/Littera on line.

  • fullsizeoutput_97c
  • fullsizeoutput_97d
  • Captura de Tela 2019-02-11 às 16.11.27
  • Captura de Tela 2019-02-11 às 16.17.13
  • Captura de Tela 2019-02-11 às 16.19.13
  • Captura de Tela 2019-02-11 às 16.19.19
  • Captura de Tela 2019-02-11 às 16.21.31

Rosana Paulino. http://pinacoteca.org.br/programacao/rosana-paulino/

Este post é para registrar, divulgar e celebrar o número da revista Littera on Line que publicamos, no fim de dezembro de 2018, mas que ainda não tínhamos conseguido divulgar por aqui.

A amiga querida, e professora/pesquisadora, Mariana Cestari (CEFET-MG), aceitou meu convite de organizar esse dossiê temático em torno de questões que nos tocam as duas, e sobre as quais muito conversamos no nosso grupo de pesquisa da época do doutorado,  grupo ao qual ainda somos vinculadas, o Mulheres em Discurso, coordenado pela querida (e nossa ex-orientadora Monica Zoppi-Fontana). Do mulheres, aqui no maranhão, já surgiu um filhote que é o Grupo de Estudos e Pesquisas em Discursos, Interseccionalidades e Subjetivações (GEPEDIS/CNPq), e é dentro dessa perspectiva teórica da análise do discurso em seu cruzamento com um olhar interseccional que formulamos o eixo deste dossiê temático que aqui apresentamos.

Antes de divulgarmos aqui o texto de apresentação e o link para a revista, queremos aproveitar para agradecer a todas as pessoas que enviaram suas contribuições para esse numero, tanto as que se direcionaram ao dossiê temático quanto aquelas que enviaram para a seção livre. Somos imensamente gratas a cada parecerista que muito nos ajudou a tornar este número tão bonito e de tão grande qualidade!

O presente número da revista Littera on line reúne trabalhos e pesquisadores(as) em torno do tema “raça, gênero e brasilidade: discursos, identificações, subjetividades”. Direta ou tangencialmente, as análises reunidas neste dossiê temático se fazem a partir de materialidades do discurso e seus desdobramentos em sua relação constitutiva com a história e com a memória. De algum modo, todos os textos dialogaram com pelo menos um dos direcionamentos trazidos no tema proposto para esta edição. Ainda que nem todas as análises se situem no escopo teórico da Análise do Discurso materialista, destacamos, e assumimos como efeito de nossas leituras e de nossos próprios posicionamentos teórico-políticos, um eixo teórico nesses trabalhos que para nós é questão central: a interpelação ideológica que passa também tanto pela determinação de gênero quanto pela identificação racializante.

Algumas reações bonitas já andaram acontecendo, em relação ao artigo de um dos nossos autores colaborados, o pesquisador Rogerio Modesto e em relação à revista como um todo, o que nos deixa extremamente felizes.

Deixamos então o convite para a leitura desse dossiê que foi enriquecido com cada autoria de artigo e dos pareceres:

 

A revista está disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/littera/article/view/10371

 

Boa leitura! e que venham novas parcerias!

#GEPEDIS

Glória Franca

Mariana Cestari

Gloria França

Professora de francês, do departamento de Letras da Universidade Federal do Maranhão. Doutora em Linguística, pelo IEL/UNICAMP, e docteure en Sciences du Langage, pela Université Paris 13 Sorbonne PAris Cité. Áreas de interesse de pesquisa: questões de gênero e raça na análise do discurso ; discurso e ensino de línguas; didática de ensino de francês (FLE); brasilidade; relações França/Brasil; memória e discurso, dentre outras.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebook


Gloria França

Professora de francês, do departamento de Letras da Universidade Federal do Maranhão. Doutora em Linguística, pelo IEL/UNICAMP, e docteure en Sciences du Langage, pela Université Paris 13 Sorbonne PAris Cité. Áreas de interesse de pesquisa: questões de gênero e raça na análise do discurso ; discurso e ensino de línguas; didática de ensino de francês (FLE); brasilidade; relações França/Brasil; memória e discurso, dentre outras.

Vous aimerez aussi...

Laisser un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *

Ce site utilise Akismet pour réduire les indésirables. En savoir plus sur comment les données de vos commentaires sont utilisées.